Sites Grátis no Comunidades.net
Votação
Qual reivindicação seria prioridade?
Plano de Carreira
Plano de Saúde
Ticket reajustado
Previdência Privada
Outros
Ver Resultados




ONLINE
1





Partilhe esta Página



 

       

 


Fhemig recua nos cortes
Fhemig recua nos cortes

Após Manifestação dos

Trabalhadores, Plano de

Contingenciamento Será Revisto.

 

 

Depois do movimento dos trabalhadores da Fhemig, dos trabalhadores da segurança e de empregados públicos da MGS que chegaram a ocupar a Fundação na segunda-feira (31) para exigir negociações com a gestão, o impasse do plano de contingenciamento de despesas chegou ao fim. Na manhã de hoje (08), conforme acordo previsto para desocupação da Fhemig na segunda-feira, a gestão, representada pelas diretorias de Planejamento e Finanças (DPGF) e de Gestão de Pessoas (Digep) reuniu-se com o Sind-Saúde, Sindicato dos Vigilantes e Associação da MGS (ASSEPEMGS) e o representante de relações sindicais do Governo, Carlos Calazans.

 

Ficou definido entre as entidades que o Plano de contingenciamento será revisto juntamente com as representações de trabalhadores. Os diretores das unidades deverão ser comunicados pela Fhemig que as medidas previstas no Plano eram para estudo e propostas nas unidades e não para implementação imediata. Desde o dia 13 de outubro, quando a presidência da Fhemig soltou memorando comunicando às unidades que elas deveriam reduzir as despesas em 9%, trabalhadores da vigilância começaram a receber aviso prévio e o lanche dos funcionários foi reduzido pela metade. Trabalhadores e trabalhadoras da  MGS já vem fazendo plantão de 12 horas sem direito a uma xícara de café (100 ml).

 

Depois da pressão dos trabalhadores (as), a Fhemig admitiu que as unidades deverão fazer um diagnóstico para saber onde podem cortar as despesas e depois esse diagnóstico será apresentado às representações dos trabalhadores.

 

A ASSEPEMGS argumentou que a redução de 25% do efetivo da MGS na rede Fhemig apresentado pelo plano de contingenciamento iria sobrecarregar os empregados da MGS sendo prejudicial a saúde laboral.