Sites Grátis no Comunidades.net
Votação
Qual reivindicação seria prioridade?
Plano de Carreira
Plano de Saúde
Outros|74|brown
Ver Resultados




ONLINE
3





Partilhe esta Página



 

       

 


Patronal enrola, e greve continua...
Patronal enrola, e greve continua...

 

   Nesta segunda feira, dia 8 de junho foi realizada mais uma audiência no Ministério Público do Trabalho de Varginha, entre os  representantes do SEAC, sindicato patronal, e do Sineth São Lourenço e Região, com a participação de um diretor da ASSEPEMGS e dos delegados sindicais de Lavras e Pouso Alegre. Mais uma vez ficou comprovado o descaso com que  os  patrões tratam a nossa luta. O representante do SEAC, após chegar atrasado, teve o absurdo de dizer que não conhecia a proposta feita pelo trabalhadores! Isto depois de quatro semanas de greve. É evidente, que a tentativa da patronal é desgastar os lutadores e lutadoras que estão superando enormes dificuldades para organizar a maior greve da história da MGS. Marcou uma nova audiência para o dia 17 de junho, onde será apresentada a proposta da empresa.

           

   A greve é o momento de dizer aos patrões quem realmente coordena os serviços da empresa, os trabalhadores e as trabalhadoras, e por isso devem ser remunerados dignamente. Fazer uma greve   não é fácil, encontramos pressão dos patrões, familiares e até de colegas de trabalho, no entanto é o mais correto a se fazer quando nosso direitos estão sendo desrespeitados, quando nosso salário não nos proporciona uma vida digna. Sendo assim devemos arracar das mãos dos patrões melhores salários e melhores condições de trabalho.

           

   A  greve dos trabalhadores e trabalhadoras das UAIs Pouso Alegre e Lavras continua na perspectiva de pressionar o sindicato patronal e a MGS a fechar um melhor acordo para com os trabalhadores do sul de Minas, mas sobretudo, na necessidade de organizarmos mais os trabalhadores e trabalhadoras da MGS para se preparar para novos desafios e novas lutas.