Sites Grátis no Comunidades.net Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis
Votação
Qual reivindicação seria prioridade?
Plano de Carreira
Plano de Saúde
Ticket reajustado
Previdência Privada
Outros
Ver Resultados




ONLINE
3





Partilhe esta Página



 

       

 


Reforma da Previdência; Não Aceitamos!!!
Reforma da Previdência; Não Aceitamos!!!

Reforma da Previdência é o fim da aposentadoria para os

trabalhadores e trabalhadoras

 

 

            A PEC 287, mais conhecida como Reforma da Previdência está para ser votada neste mês de março pela Câmara dos Deputados. Como é uma PEC, (Proposta de Emenda à Constituição) , é necessário que passe por dois turnos na Câmara e no Senado. Essa proposta visa acabar com a aposentadoria da classe trabalhadora brasileira e privatizar a previdência para os bancos. Fazendo assim, com que milhões de trabalhadores nunca mais se aposentem.

            A Reforma diz que para se aposentar com o valor integral do salário, os trabalhadores precisarão contribuir com o INSS por 49 anos, com a idade mínima de 65 anos, seja homem ou mulher. Isso é impossível em nosso país, pois dificilmente se assina carteira aos 16 anos, pois os trabalhadores com essa idade estão no mercado informal ou em estágio, outra questão ainda é que trabalhar 49 anos ininterruptamente significa nunca ser demitido ou deixar de contribuir um mês se quer com a Previdência. Ora, atualmente no país, segundo dados do IBGE existem 24 milhões de desempregados, alguns deles com meses e até anos de desemprego, estes não se aposentarão, caso passe a Reforma. Além disso tudo, ao igualar o tempo de contribuição e a idade mínima da mulher ao homem,o governo desconsidera a jornada tripla que as mulheres fazem todos os dias, e o fato revoltante de elas, ainda, receberem até 30% a menos em seus salários em relação ao homem. Assim, as injustiças se mantêm, e a igualdade é apenas para se explorar!

            Existem outros absurdos, como o fim da aposentadoria especial para trabalhadores rurais e professores, e ainda aqueles que correm perigo ou correm riscos de contrair uma doença com o trabalho. Outro item é a obrigação de o aposentado escolher entre a pensão ou a sua própria aposentadoria, sendo impossível uma viúva, por exemplo receber os dois benefícios.

            Por isso, nós da ASSEPEMGS somos contrários a esta Reforma da Previdência, pois retira direitos históricos dos trabalhadores, voltando ao regime de trabalho de antes da existência da CLT, que é de 1943. Não podemos aceitar que essa reforma passe!

            Assim, convidamos todos os trabalhadores e trabalhadoras da MGS à irem às manifestações que acontecerão no dia 15 de Março! Várias categorias irão paralisar suas atividades neste dia, e dizer em um côro, que essa Reforma não passará!

 

            Em Belo Horizonte, o ato será na Praça da Estação, às 10 horas da manhã!

            Vamos à luta por nossos direitos!