Sites Grátis no Comunidades.net Criar um Site Grátis Fantástico
Votação
Qual reivindicação seria prioridade?
Plano de Carreira
Plano de Saúde
Ticket reajustado
Previdência Privada
Outros
Ver Resultados




ONLINE
2





Partilhe esta Página



 

       

 


RETORNO DA PPP DA UAI’s TRAZEM DEMISSÕES EM MASSA
RETORNO DA PPP DA UAI’s TRAZEM DEMISSÕES EM MASSA

 

Desde 2013 a então gestão do governo de Minas nos apresentou a

Parceria Público Privada (PPP’s) para Unidade de Atendimento

Integrado (UAI) , que significava a demissão de aproximadamente

1.500 empregados públicos da MGS além de precarização do serviço

para os usuários.  Conseguimos barrar esse processo com a

paralisação de 11 Unidades de Atendimento Integradas em 12

municípios diferentes,  tudo no mesmo dia e ao mesmo tempo. Isso

foi de grande importância para a unificação da luta em nível estadual

e a divulgação dessa ação do governo Anastasia.

 

 

Quando o atual Secretário de Estado de Planejamento e Gestão

Helvécio Magalhães assumiu a pasta indicado pelo governado

Fernando Pimentel deu entrevista no Jornal O Tempo

 

Trecho da entrevista:

 

“E quais são essas UAIs?

 

A da praça Sete e 22 UAIs do interior que iriam ser

transferidas para a iniciativa privada, contra a lei de PPP,

porque é apenas serviço, não tem obras e tem que ter um

misto de obras e serviços numa PPP, não tem nenhum

sentido. Nós operamos com mais economia. Melhoramos a

performance da própria MGS que opera essas UAIs. Os

trabalhadores que lá estão, continuarão, serão treinados e

melhoraremos a infraestrutura e a tecnologia.”

 

 

No entanto o fantasma voltou e mais rápido desta vez, o processo da

PPP’s começou desta vez nas UAI’s de Barreiro e Venda. Quem irá

assumir o consórcio UAI PARA TODOS que está oferecendo um salário

de R$795,00 reais por mês sem vale alimentação. Ganhando dinheiro

por senha e precarizando o trabalho.

 

Não temos dúvida de que esse processo acontecerá também nas

outras UAIs, fazendo assim com que aconteça demissão em massa na

MGS. Por isso precisamos lutar para não perdermos os postos de

trabalho.  Nas UAIs Barreiro e Venda Nova os trabalhadores

receberam os avisos prévios, não temos tempo a perder. Precisamos

mais uma vez nos levantar contra as demissões na empresa que desta

vez volta na forma de PPP.

 

Só a luta pode nos trazer vitórias.